quarta-feira, 27 de maio de 2009

Chamonix Cars

Qualidade esmerada na produção artesanal, atenção aos detalhes e tecnologia de ponta aplicadas na fabricação e no acabamento de cada automóvel, colocaram a Chamonix entre as mais conceituadas fábricas de réplicas clássicas no mundo.Para quem aprecia e conhece a história do automobilismo esportivo, cada um dos carros fabricados pela Chamonix é exclusivo, único e apreciado como uma verdadeira obra de arte, com alto valor de revenda em qualquer lugar do mundo.

Reconhecida internacionalmente pela perfeição dos modelos e a atenção aos detalhes, a Chamonix exporta a maior parte da sua produção para os exigentes mercados do Japão, EUA, países da Europa e Oriente Médio desde 1988. Revistas especializadas como Motor Trend, Auto Bild, Autotest & Tuning, Auto und Spaß, Car & Driver, Road & Track, VW & Porsche, Kit Car e Motor Press elogiam a qualidade na fabricação e na performance dos Chamonix e consideram a nossa réplica do Spyder 550 como a melhor do mundo.

Em sua primeira reportagem, a Chamonix foi capa da revista Car & Driver, em 1998. No teste do carro, a revista ressaltou o temperamento esportivo do Chamonix Spyder, e espantou-se com o desempenho: 0 a 60 mph em 5,2 s, máxima de 130 mph (208 km/h), com mecânica VW boxer!Depois disso, além das avaliações favoráveis na imprensa nacional, as revistas Motor Trend, Auto Bild, Autotest & Tuning, Auto und Spaß, Road & Track, VW & Porsche, Kit Car e Motor Press elogiam a qualidade na fabricação e a performance dos Chamonix e Beck Spyders, considerando a nossa réplica do Spyder 550 como a melhor do mundo.

A História da Chamonix
Antes da existência da Chamonix, Milton Masteguin, foi um dos fundadores da marca de esportivos mais famosa, desejada e duradoura no Brasil: o Puma. A história dos veículos da família Puma começou com os DKW Malzoni, mais tarde redesenhados e rebatizados de Puma DKW. Esses carros venciam as corridas e se mostravam imbatíveis contra as Alfas GTV e outros importados preparados para as pistas. O trabalho de engenharia liderado por Milton Masteguin e Jorge Letry conseguia extrair 100hp do motor DKW, chamado Das kleine Wunder - ("A Pequena Maravilha") pelos alemães. Era um motor aspirado de 1000cc, a dois tempos, com interessantes soluções mecânicas e três cilindros.DKW Malzoni em ação. Sempre na frente.Chuck Beck já produzia o Spyder 550 nos EUA, aclamado pela mídia especializada americana como o fabricante da melhor réplica daquele país. O mútuo interesse dos amigos convergiu para a fabricação da réplica desse modelo aqui desde 1987, avalizada e incentivada pelo nosso sucesso na produção de carros de excelente qualidade.

Produtos

Spyder 550 e Spyder 550s
O Spyder 550 foi projetado e lançado em 1955 por Ferdinand Porsche, com o objetivo de ser um carro veloz, destinado às competições esportivas. A excelência do projeto resultou no primeiro carro de competição da Porsche a ganhar uma corrida. O Spyder 550 foi o carro que lançou a marca Porsche no mundo em 1953. A designação "550" refere-se ao seu peso, que era exatamente 550 kg. Ainda hoje o Spyder 550 mantém um grande carisma junto aos amantes do automobilismo. É a fama de um dos maiores vencedores de corridas.

O Chamonix 550S mantém a mesma aparência e o mesmo espírito esportivo do 550, com muita tecnologia e soluções próprias. Uma fina obra de engenharia mecânica. Esta versão exclusiva tem mecânica VW AP 2.0, com 4 cilindros em linha, injeção eletrônica multiponto, 125hp, freio à disco nas 4 rodas e suspensão do eixo traseiro tipo Ponte De Dion com molas helicoidais. Máxima de 230 km/h. O 550S tem, de série, a mais moderna tecnologia mecânica, adicionando performance extra e modernidade ao espírito esportivo dos Spyder 550.Segundo o jornal A Folha de São Paulo, não existem automóveis nacionais de rua com esse desempenho. O carro que chega mais próximo em aceleração (0 a 100 km/h em 5,83 s, contra os 6,5 s do Chamonix 550S) é um esportivo estrangeiro com motor V8 e 400 cv, mas seu preço de quase US$ 150 M o coloca em outro segmento.

Speedster 356
Nos anos 50, o mercado americano de importados requeria um automóvel simples, com bom desempenho e ótimo acabamento, que fizesse frente às grandes marcas em sofisticação e originalidade. Os belos 356A revividos através do Chamonix Speedster são exportados com um motorização VW refrigerada a ar com 1.900 cc e 120 cv, mas ele pode ser equipado com o motor 1.600 cc original da VW, com 62 cv. O 356 oiginal tinha 44 ou 60 cv, dependendo do motor escolhido, de 1.300 ou 1.500 cc.O Speedster possui pára-brisa laminado, dupla carburação, transmissão de 4 velocidades - mantendo suas características originais como réplica. Os bancos são de couro, volante com aro revestido em couro, velocímetro, contagiros e medidores V.D.O. de temperatura e gasolina.


Super 90
Sendo uma versão mais luxuosa do Speedster, este modelo traz uma variedade maior de itens de conforto e acessórios. Produzido com chassis tubular próprio, com diâmetro de 3", o Super 90 tem pára-brisa laminado, dupla carburação e transmissão de 4 velocidades - mantendo suas características originais como réplica.

Veja um vídeo do comparativo do Spyder 550s e Sam Vito S1:

Maiores informações em http://www.chamonixcars.com.br/

Imagens: http://www.garagemdobellote.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário